Medicina do Sono e Polissonografia

Como convencer seu marido a livrar-se do Ronco

Descrição do Projeto

drrr

O ronco alto do seu parceiro deixa você acordado durante a noite? Ele tem  pausas frequentes na respiração até começar a roncar novamente, o que traz preocupações quanto a sua saúde? Caso afirmativo, pode ser hora de procurar uma solução.

A apneia do sono não tratada pode levar a uma série de problemas de saúde e bem-estar geral, incluindo sonolência diurna excessiva, cefaleia matinal, sono agitado, problemas cardiovasculares, depressão e muito mais. O que ainda é mais assustador é que muitas pessoas podem não estar cientes de que seus hábitos de sono contribuem para uma saúde em declínio, o que demonstra a importância de que você e seu parceiro voltem a atenção para o problema e discutam a busca de um tratamento efetivo.

A rotina de uma clínica do sono gira em torno de pacientes que andam à procura de tratamento para distúrbios do sono que nunca teriam procurado tratamento para sua doença se não fosse a insistência dos parceiros. Um grande grupo de pacientes resmunga e queixa-se que não estão convencidos de que o ronco seja uma preocupação real, mas depois de realizarem o exame do sono e receberem tratamento, estas mesmas pessoas começaram a perceber um mundo diferente em seu estado de atenção diário, saúde e felicidade geral.

Algumas pessoas só precisam de um empurrão na direção certa, vindo da pessoa certa. Infelizmente, a pessoa certa pode não ter certeza da melhor maneira de abordar seu parceiro, razão pela qual segue abaixo uma lista de dicas sobre como alertar o parceiro sobre os riscos do ronco e da apneia do sono para sua saúde.

Fique atento e faça uma abordagem preliminar

Nunca será uma boa ideia iniciar uma conversa sem ter fatos ou informações que justifiquem suas preocupações. Portanto, antes de iniciar a conversa, observe as alterações relacionadas ao sono e pesquise se tais comportamentos são motivos reais de preocupações.

Expresse suas preocupações

Uma vez que você municiou-se de argumentos sobre os perigos do ronco e da apneia do sono, e observou seu parceiro o suficiente para que saiba que há uma forte probabilidade de que ele tenha um distúrbio do sono, é hora de abordá-lo.

Não há uma maneira fácil de dizer a alguém que é preciso procurar tratamento para um distúrbio que ela não tem consciência . O melhor que você pode fazer é ser honesto sobre suas preocupações. Mostre-lhe o que descobriu sobre a apneia do sono, e relate os tratamentos e os benefícios de saúde com a procura de ajuda. Tente não focar somente nos aspectos negativos que os eventos de ronco e apneia estão a causar mas, em vez disso, fale sobre os benefícios do tratamento,  ou seja, como vai começar a dormir melhor à noite, ficar mais acordado e alerta durante o dia, com menos dor de cabeça matinal, além da probabilidade de desenvolver sérios problemas de saúde que ficará bastante reduzida.

Reuna provas

Algumas pessoas se recusam a acreditar em qualquer coisa que não possam ver com seus próprios olhos, e outros podem pensar que você está exagerando na gravidade de tal comportamento noturno. Assim, para tais pessoas, mostre-lhes a alteração. Você pode fazer isso antes da discussão, mas é melhor não surpreendê-los com a evidência de seu comportamento do sono. Em vez disso, se o seu parceiro não está disposto a acreditar que seu ronco seja uma preocupação, coloque-o à prova e diga-lhe que você gostaria de gravar as evidências noturnas.

Você pode ter uma câmera e ficar pronto para gravar os eventos de ronco e apneia depois do parceiro dormir, ou pode configurar uma câmera de vídeo em um tripé para filmá-lo a noite inteira, ou programá-la para tomar o vídeo às vezes intermitente.

Uma vez que ele testemunhe o que acontece quando para de respirar muitas vezes durante a noite, com suspiros sufocantes, vai mais do que provavelmente não só admitir que tem um problema, mas estar pronto para procurar tratamento imediatamente.

Procure ajuda especializada

Buscar ajuda de um profissional experiente em distúrbios do sono favorecerá a elaboração de um diagnóstico preciso, principalmente com as informações do parceiro, suportado pelo exame de Polissonografia, que proporcionará a aquisição de um tratamento individualizado e eficaz.

Incentive a continuidade da terapia

Conseguir que seu parceiro siga em frente com a avaliação de seu sono é apenas metade da batalha. Sua condição só vai melhorar através de adesão à terapia indicada, o que significa muitas vezes utilizar um dispositivo de CPAP (Continuous Positive Airway Pressure). Muitas pessoas apresentam dificuldades na adaptação ao aparelho e à máscara, por isso é importante que tenham a paciência, o encorajamento e o apoio que precisam de seus parceiros.

Lembre-se também, é melhor que o uso do CPAP esteja combinado com outras mudanças de estilo de vida para que seu parceiro obtenha o máximo proveito em sua terapia. Coisas simples como abandonar o tabagismo, a bebida alcoólica, o uso de cafeína, realizar exercícios, manter um ciclo de sono/vigília regular e outras práticas podem  ajudar no sentido de obter a saúde de volta ao caminho certo.

Referência:

Kevin Phillips

“How to Talk to Your Partner About The Health Risks of Sleep Apnea”

Alaska Sleep Education Center

Detalhes do Projeto

  • Data 15/09/2019
  • Tags

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Voltar para o Topo

Arquivos